Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mala de viagem

Olá meus amores.

Estamos aqui mais uma vez, para falar à cerca do interrail!

Hoje digo-vos a minha opinião e conto-vos algumas experiências que conheço, incluindo a minha!

Aviso já que o post está um bocado grande, mas este assunto é difícil de explicar! E não quero que hajam dúvidas!

Como já vos expliquei, o interrail tem imensas restrições, e na minha opinião joga com alguma ingenuidade do utilizador. Mas isso já vos falei no post anterior! Mas o que quero com isto dizer? Mas que raio? 

O passe interrail, é bastante caro. E ele não tem tudo incluído! Esta é a verdade, é um passe com o qual nós podemos viajar em comboios específicos, e habilitarmos-nos a pagar os olhos da cara em taxas extras, para visitarmos alguma coisa de jeito, e para chegarmos aos países onde pretendemos. 

Não vos vou mentir, ele é caro, mas claro que em relação a alguns bilhetes de avião, compensa, e muito. Mas vejamos outra coisa. Visto que agora existem muitas empresas aéreas lowcost, conseguimos uma viagem de avião, por 100€ ou menos (como eu já comprei, várias vezes). É verdade que não podemos levar muita coisa, para não acrescer no preço. Mas ao viajar de comboio, também não o poderemos fazer! Simplesmente não poderemos levar 40 kg durante 1 mês nas nossas costas! Isto não seria uma viajem, bolas!!, seria quase uma penitência! Uma viagem de avião, é muito mas muito mais rápida. E por exemplo para sair de Portugal, é muito mais simples viajar de avião, do que atravessar a fronteira de comboio, como bem sabemos! Para além de que é mais económico de avião, sabem que esta travessia aliás só se faz durante a noite, se for de comboio!

DSC_7973.JPG

Quando estudei a possibilidade de viajar com este passe, fui calculando os vários preços, várias possibilidades, tanto de comprar o passe global, ou só para um país! Apesar de ter plena consciência de que seria mais barato sair do país de avião, insisti, e pesquisei os comboios com algum custo, de modo detalhado, ou seja, andei de site em site, por essa internet fora, a encontrar horas e os possíveis comboios que teria de apanhar para visitar os países que tinha em mente. Fiz trajectos, calculei taxas, fiz planos para comboios e para dormidas, uma trabalheira, e apercebi-me de que... Ou escolhia visitar durante 1 mês apenas uns 3 ou 4 países, ou então nem conseguia sair dos comboios! Apenas teria tempo para sair da estação, tirar uma foto numa praça principal e vir embora de novo. O que estaria completamente fora de questão para mim! MESMO! Quando invisto numa viagem quero aprender o máximo possível sobre aqueles países, cidades, sobre as pessoas, a cultura, a língua e a comida. Nunca me fecharia numa catrefada de comboios, só para dizer que andei a Viajar Europa fora! E acreditem quando vos digo, vocês com o interrail, demora-se muito tempo a chegar aos destinos (tipo 10 a 14horas, se for durante a noite menos comboios com acordo)! O que impossibilita de visitar com calma os países, e faz com que demorem no máximo 4 ou 5 dias a visitarem apenas 2 países como deve de ser!

 

O que é que acontece então, é que para chegarmos aos países e atravessar-mos fronteiras, é necessária toda uma preparação e conhecer as regras de cada país! Muitos países têm controlo de fronteira, mesmo dentro dos comboios, como é o caso da Suíça! Por este facto, seriamos sempre obrigados, em alguns países, a viajar em comboios sem acordo com o interrail, se quiséssemos entrar! O que nos levava a pagar algumas taxas extra! Outra questão é nem existirem certas travessias entre países com este tipo de comboios que têm acordo completo com o interrail!

O que acontece com o interrail, é que à partida trata os turistas como turistas! Com ingenuidade! Ahhh e tal, mas nós somos turistas certo? Somos... Claro! Mas devemos ter uma noção da realidade, e à que investigar e perguntar as coisas, para usufruirmos das mesmas vantagens de quem mora nos lugares que visitamos. Para cumprir-mos os mesmo hábitos que essas pessoas, e ganharmos mais com isso! (€€€)

O meu exemplo:

Vou explicar melhor, e dar alguns exemplos. Como sabem morei em Itália. Lugar onde pensei também adquirir um passe interrail , tanto daqueles globais, como para um país! Como turista no inicio pareceu-me compensar imenso! custava apenas por volta de  200€ a quantidade de dias que eu estava disponível e poderia visitar imensos lugares! (pensava eu) Só que ... há sempre um senão em todas as histórias! Vivendo lá fui percebendo os hábitos das pessoas, e fui pesquisando e falando tudo em italiano. Ao que me apercebi dos inúmeros descontos que haviam para várias viagens de longo percurso! Descontos que chegavam aos 70% sim viram bem... 70% . Estes descontos, não estavam disponíveis na página quando se traduzia para Inglês, e nem eram explicados sequer aos turistas aquando as suas idas ao balcão de atendimento da estação de comboios! Ou o utente já estava bem informado do que queria comprar ou habilitava-se a comprar os lugares mais caros! Tal como me aconteceu no inicio, fui bem enganada por duas vezes! Os descontos eram obviamente limitados, mas existiam em todos os comboios, que precisamente o interrail não tem acordo completo! Consoante isto me aconteceu em Itália, aconteceu de igual modo na Bélgica! Por isso é necessário estarmos atentos! Eu fui a mais ou menos 9 lugares diferentes (cidades e pequenas localidades) da Itália, por 100€, Metade do preço do interrail! Sendo que eu pude planear os dias em que queria viajar e conjugá-los com as constantes promoções! Para terem uma ideia, eu paguei 9€ por uma viagem entre Milão e Pisa! Sendo que como turista ou sem o desconto, teria pago 37€! E nunca precisei, me foi pedido em momento algum, ou em país algum de mostrar documentos ou comprovativos dos bilhetes!


Falando agora das viagens noturnas, que são as únicas, (com excepção das TGV ou outros comboios de alta velocidade) que viajam entre fronteiras.
Estando em Itália, que fica um pouquinho mais central em relação à Europa, do que Portugal, aproveitei para fazer uma viagem num comboio de alta velocidade,e outra num euronigth! Nenhum deles tem acordo com o interrail! E os dois, estavam em promoção quer em Itália, quer nos países de destino!

Pelo o euronigth, digo-vos, odiei a viajem! Simplesmente odiei. Para quem compra um bilhete de segunda classe, (a maioria das pessoas que vai de interrail faz o mesmo!) precisa trazer ao de cima o seu espírito mais aventureiro e paciente! Caso contrário, paguem mais,  e viagem de primeira classe!

Acreditem que sou experiente e paciente e que até tenho espírito de aventura. Mas odeio sentir-me insegura de todas as maneiras possíveis!

Estas viagens de noite, não podem. Atrevo-me a dizer. sim atrevo mesmo. Não podem ser feitas pelos viajantes menos experientes! Estas viagens são complicadas! Primeiro não podem escolher ou trocar de lugares! Mesmo que paguem uma taxa extra no vosso bilhete de interrail, nunca saberão quem irá com vocês na cabine e na carruagem. Mesmo que escolham as viagens de primeira classe, com cama e tudo! Se o fizerem, podem pagar uma multa absurda! Depois, serão acordados toda a noite para que vos seja revisto o bilhete. Eu entre Itália e a Áustria fui revistada pelo o menos 5 vezes durante a noite! 

Outro facto, é que todo o tipo de pessoas viajará convosco no comboio! Pobres, ricos, engravatados, de diferentes religiões, diferentes culturas, por isso não estranhem de irem numa carruagem com alguém bêbedo, e mesmo ao lado terem uma senhora super bem vestida e mega simpática, que vos dá dicas maravilhosas à cerca do destino para onde vocês vão!

O Pior disto tudo, é ser proibido, trancar as portas e abrir as janelas, ou seja, por um lado é bom, quando a companhia da carruagem não vos convém, por outro é péssimo, caso tenham a sorte de ficar sozinhos, e de não quererem intrusos! 

Atenção aos vossos pertences! Porque nunca sabemos se a senhora simpática, é algo mais para além de simpática, se é que me entendem!

Ao passarem as fronteiras, será pedida a vossa identificação! Estas viagens, para além de ser impossível dormir, são demasiado demoradas, porque sendo estatuto euronigth, o comboio obrigatoriamente parte de noite e terá que chegar na madrugada do dia seguinte, mesmo que a viagem em si só dure 4 horas ( como é o caso de Milão, Viena) , todo o resto do tempo, o Comboio estará parado, ou seja, 4 ou 5 horas a andar e outras 6 parado! O que torna tudo muito mais cansativo e demorado!

DSC07893.JPG

 

Eu nesta viagem paguei 89€ ida e volta! Porque não apanhei o melhor desconto, apanhei o de 50% e não de 70% porque esgotou muito rápido!

 

(Como nem tudo é mau aqui fica uma fotografia, dos meus colegas de cabine que por acaso eram )fantásticos e fartamos-nos de rir e praticar italiano, e aprender umas palavras em alemão!

 

DSC07891.JPG

 

Já do comboio de alta velocidade tenho tudo de bom a  dizer, ida e volta paguei 36€ o que foi uma maravilha, e demorei apenas 4 horas, tudo directo. Como foi trajecto Milão Berna, a Interpol entrou no comboio e verificou toda a gente, inclusive as identidades electrónicas, como são as nossas! Tivemos direito a inquérito e tudo! (Fiquei furiosa quando me perguntaram se iria imigrar, porque era de Portugal!!!!!!) 

 Tirando esse feliz incidente, a viagem foi óptima e estava tudo limpo e foi tudo rápido!  Como vêm visitei 3 países, várias cidades e lugares, por menos dinheiro do que teria gasto com o passe interrail!

 

Consoante Itália tem estas promoções, a Bélgica também tem, e a Holanda também! Mas um dia eu conto-vos tudo ao pormenor!

 

Eu conheço mais do que uma colega, que aceitou este desafio de partir em interrail, e apesar de me terem dito que foi brutal e que adoraram, disseram-me também que gastaram muito mais dinheiro do que estava previsto, que a chegada aos outros países era demorada e aborrecida, de que sempre que tinham que dormir nos comboios, acabavam por não dormir, porque se sentiam inseguras e de que mal tiverem tempo para visitar os países como deve de ser, ou seja 60% do tempo foi comboio, os outros 40% é que aproveitaram. O que leva à escolha de visitar menos países mas melhorar a qualidade da visita! E na minha opinião,para o fazer não precisamos do passe do interrail para nada!

Ahh uma coisa boa do interrail, é ter vários acordos, com hosteis, restaurantes, museus, ou seja, existem livros de descontos para cada país!

O interrail não é horrível, atenção! Só digo que não compensa. Porque muitos destes senãos, vocês também têm que os ultrapassar, viajando com ou sem este passe, tal como eu fiz! Ou seja, nas viagens nem tudo é rosas, e nem todos os países são acolhedores, e nem todas as culturas são fantásticas! Mas tudo é experiência e lembrem-se de que no fim vão rir-se muito destas situações, e terão milhões de histórias para contar aos netos. Enquanto isso, tenham o olhito aberto durante a vossa viagem e estejam sempre em lugares com segurança. A diversão só vem depois disso. Seja com ou sem passe de interrail!

Concluindo, vale a pena o interrail na minha opinião? NÃO!

o que aconselho: Pesquisar bastante. Planear os destinos, as horas e o dinheiro que pretendemos gastar! Irá sempre compensar. Sempre!

visitar os sites dos comboios dos países, na língua oficial! ( e pedir uma ajuda ao google). Utilizar as vantagens dos habitantes desses países, se possível! Perder a vergonha e perguntar sempre, a quem sabe! Sempre! Porque existem imensas promoções nos comboios, que não têm restrições de nacionalidade, nem pedem comprovativo de residência|morada! 

O que eu pessoalmente costumo fazer é: Utilizar uma empresa aerea low-cost, e lá vou eu de mochila às costas europa fora. Planeio bem os comboios, as promoções, escolho um país que já me permita uma estadia acessível e de qualidade, mas que me permita viajar entre vários países! E aí vou eu, aproveitando as promoções, e apanhando os comboios, como se fosse uma utilizadora comum e não uma turista. (o que é completamente contraditório ao meu look, mochila e sandália de turista LOL, mas que me compensa superrrr) 

Para quem não tem paciência de perder tempo a pesquisar e a planear a viagem com muitaaaa antecedência como eu faço, ou não tem jeito para organizar, então ai sim, optem por pedir ajuda profissional, por um interrail, ou por uma agencia de viagens! Mas sempre com a consciência de que será mais caro, porque as pessoas e os acordos não trabalham de graça, precisam ganhar o seu!

Basicamente esta foi a minha opinião e experiência! Acho que hoje em dia, o nosso ganho e poupança está em desenrascarmo-nos e pôr-mos as mãos na massa! Eu começo a preocupar-me com uma viagem que tenho em mente pelo o menos 6 meses antes, faço muita pesquisa junto uns dinheirinhos para 4 meses antes comprar o bilhete, e a partir dai começo a pesquisar tudo mais a fundo, desde transportes, alojamento, lugares a visitar! E os blogs nisso, ajudam imenso! Quando quero saber a história de algum lugar, pesquiso com antecedência, dou uma espreitadela nos livros de viagens ou pela a internet, aponto os pormenores, e faço os meus próprios guias turísticos, incluindo mapas, lugares para comer, para visitar, etc. Claro que com tanto entusiasmo, até posso amealhar mais algum durante os 4 meses, para ir descansadinha em busca da aventura!

 

Desculpem estas mega seca! Mas teve mesmo que ser assim, para vos informar o melhor tudo possível! Já sabem meus lindos, qualquer dúvida, ou se precisarem de ajuda, é só entrarem em contacto comigo, comentarem aqui no blog ou por email, que terei todo o gosto em vos ajudar e quem sabe escrever mais e ir de encontro aos vossos gostos!

Muito obrigada por lerem! Um grande Beijinho a todos

ps: sigam-me no instagram, para verem as fotos maravilhosas que posto das viagens que faço :) Peçam para seguir!

Blog: https://instagram.com/ocolardeperolas

Pessoal: https://instagram.com/sophiamnunes/

 

Agora sim, mega beijo para vocês!

 

5 comentários

Comentar post